fundo

Angola Janga

Um épico sobre o quilombo de Palmares

Angola Janga, nova HQ de Marcelo D´Salete, narra o surgimento e queda do quilombo de Palmares

Angola Janga, “pequena Angola” ou, como dizem os livros de história, Palmares. Por mais de cem anos, foi como um reino africano dentro da América do Sul. E, apesar do nome, não tão pequeno: Macaco, a capital de Angola Janga, tinha população equivalente às das maiores cidades brasileiras da época.

Formada no fim do século XVI, em Pernambuco, a partir dos mocambos criados por fugitivos da escravidão, Angola Janga cresceu, organizou-se e resistiu aos ataques dos militares holandeses e das forças coloniais portuguesas. Tornou-se o grande alvo do ódio dos colonizadores e um símbolo de liberdade para os escravizados. Seu maior líder, Zumbi, virou lenda e inspirou a criação do Dia da Consciência Negra.

Durante onze anos, Marcelo D’Salete, autor de Encruzilhada e do sucesso internacional Cumbe, pesquisou e preparou-se para contar a história dessa rebelião que tornou-se nação, referência maior da luta contra a opressão e o racismo no Brasil. O resultado é Angola Janga – Uma história de Palmares, um épico com batalhas sangrentas, mas que demonstra a delicada flexibilidade da resistência às derrotas.

Um grandioso romance histórico em quadrinhos que fala de Zumbi e de vários outros personagens complexos, como Ganga Zumba, Domingos Jorge Velho, Ganga Zona e diversos homens e mulheres que compõe o retrato de um momento definidor do Brasil.

Cumbe, trabalho anterior de D’Salete, acaba de ser publicado nos Estados Unidos pela Fantagraphics, mais importante editora de quadrinhos autorais no país. O livro foi lançado também em Portugal, Áustria, Alemanha, França, Itália. Concorre ao prêmio Rudolph Dirks, o mais importante no mercado de quadrinhos alemães.


Preço: R$ 89,90

  • Autor: Marcelo D'Salete
  • Preto e branco
  • Capa dura
  • 432 pp
  • ISBN: 978-85-9571-013-9