fundo

Estudante de Medicina

Sexo, cerveja e corpos dissecados

Estudante de Medicina, um retrato nu e cru (e bem humorado) sobre o cotidiano das faculdades de elite do Brasil
Dissecações de cadáveres, abcessos purulentos e discussões eletrizantes sobre nucleotídeos, cromossomos e linfonodos. Por cinco anos (entre 2006 e 2011), essa foi a rotina de Cynthia B, aluna da mais tradicional e concorrida faculdade de medicina do país, a da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). A mesma que, entre tantos outros notáveis, formou Carlos Chagas, Oswaldo Cruz,Emílio Ribas e o cirurgião plástico das estrelas Ivo Pitanguy.

Convivendo com algumas das mentes mais destacadas mentes do Rio de Janeiro, que formariam no futuro a elite da classe médica do país, ela entra em uma rotina de festas, bebedeiras homéricas, sexo casual e dilemas existenciais. Todo esse cotidiano está registrado de forma franca e bem-humorada em Estudante de Medicina, seu primeiro álbum de história longa, livro que sai simultaneamente no Brasil e na França.
Sobre a autora: Nascida no Rio de Janeiro, criada em Hong Kong, residente na França, Cynthia B é hoje uma das principais vozes femininas dos quadrinhos brasileiros. Já publicou tiras na Folha de S.Paulo, na revista Piauí, trabalhou no estúdio de animação Toscographics (de Allan Sieber) e criou fanzines como Golden Shower (2010) e Pintinho (2014).


Preço: R$ 49,90

  • Autora: Cynthia B.
  • 176 páginas
  • Categoria: História em quadrinhos

NA IMPRENSA

“A obra se destaca entre as histórias habituais sobre o mundo dos hospitais por sua veracidade e sua crueza. A autora faz um retrato de uma estudante que se interroga, que hesita, perde o pé e recomeça”. - Denis Marc (RTBF – Radio-télevision belge de la Communauté Française)

“Confissões de arrepiar os cabelos, com base em diálogos interiores vigorosos, com reflexões sobre o exercício da medicina e sobre o papel das ressacas nos estudantes” (...) “Indispensável”. - Sofie von Kelen (L’Avis des Bulles)

“Estudante de Medicina é provavelmente a única HQ do mundo que se inicia com uma cena de um abscesso purulento. É nojento, mas anuncia a franqueza à toda prova desta obra. (...) Cynthia Bonacossa é impetuosa, sem filtro.” - Yvan Pandelé (What’s Up Doc?)