fundo

PONTO QUARENTA

Viver e morrer na Polícia de São Paulo   Um investigador da Polícia Civil de São Paulo se vê envolvido com bandidos bem mais perigosos que aqueles das ruas: os integrantes da alta cúpula do governo. Ponto Quarenta é ficção, mas sua própria existência se tornou motivo de polêmica nos debates sobre segurança pública. Sua qualidade como ficção transformou-o no clássico secreto da literatura criminal brasileira. Lançado originalmente em uma edição independente com pequena tiragem, esgotou-se em poucos meses e virou um item disputado no mercado de livros raros. Agora, finalmente, Ponto Quarenta chega às livrarias. Conheça o mais escandaloso livro policial brasileiro. Com esse livro a Veneta retoma a coleção Amok, de livros criminais, iniciada com o livro Revanchismo, de Rogério de Campos.


Preço: R$ 34,90

  • Título: Ponto Quarenta - A polícia para leigos
  • Gênero: Ficção/literatura criminal
  • Autor: Roger Franchini

NA IMPRENSA

“A obra tem pitadas de sexo, drogas e a suspeita inicial de escândalo político. ” Veja

“Roger Franchini é responsável pelo melhor da literatura policial brasileira atual” Vice

“O livro tem a força da experiência vivida, filtrada por uma linguagem seca, direta, despida de ornamentos, o que torna sua narrativa mais contundente (...) Roger Franchini lavrou um boletim de ocorrência literário” Marçal Aquino

“Pode ser ficção, mas faz um sentido danado” Elio Gaspari, Folha de S. Paulo