• Endereço: Rua Araújo, 124, 1º Andar, São Paulo
  • Tel.: +55 (11) 3211-1233
  • Horário: Seg. à Sex., das 9h às 19h.

Aimé Césaire nasceu na Martinica, em 1913. Para muitos, é o maior poeta de língua francesa no século XX.

Segundo o Le Nouvel Observateur, foi o “Victor Hugo do século XX (…) um homem de palavras e um homem de combates”.

Ao mesmo tempo, Aimé Césaire foi um líder político e um pioneiro da “negritude”, termo, aliás, criado por ele próprio.

Além disso, participou ativamente da articulação dos movimentos de descolonização africanos, foi deputado da Assembleia Francesa por cinco décadas e, pelo mesmo tempo, prefeito de Port-de-France, capital da Martinica.

Césaire morreu em 2008. Hoje, ele é nome do aeroporto de Port-de-France, de uma estação de metrô em Paris e de diversos museus, ruas, praças, escolas e bibliotecas, tanto na Martinica quanto na França.

Dele, a Veneta publicou Discurso sobre o Colonialismo (2020), com ilustrações de Marcelo D'Salete.

Exibindo um único resultado