• Endereço: Rua Araújo, 124, 1º Andar, São Paulo
  • Tel.: +55 (11) 3211-1233
  • Horário: Seg. à Sex., das 9h-18h.
Promo

Combo Paolo Parisi

BLUES FOR LADY DAY – A história de Billie Holiday
Depois do sucesso com Coltrane (Veneta, 2016), biografia em quadrinhos do jazzista americano, o quadrinista italiano Paolo Parisi volta sua atenção para a grande dama do jazz Blues for Lady Day – A história de Billie Holiday conta a trajetória da mais importante cantora da história do jazz. Dos clubes do Harlem, em Nova York, ao estrelato internacional, o livro acompanha os principais acontecimentos da carreira da cantora: a parceria com Louis Armstrong, Benny Goodman, Artie Shaw e Count Basie, a amizade com Lester Young e os problemas com álcool e drogas, que a levaram para a cadeia duas vezes.

As tensões raciais da época estão presentes na narrativa. Holiday foi uma das primeiras cantoras negras a se apresentar com uma banda de músicos brancos, durante o período de segregação racial nos Estados Unidos, e deu voz a uma clássica canção de protesto: Strange Fruit, que condenava o linchamento da população negra, prática institucionalizada na época. A música foi apresentada pela primeira vez no Café Society, primeiro clube noturno integrado de Nova York, no Greenwich Village, que negros e brancos podiam frequentar livremente, e marcou a carreira da cantora.

Nascida na Filadélfia, a cantora não teve educação musical formal. Aprendeu a cantar ouvindo Bessie Smith e, ainda adolescente, teve de lavar banheiros e se prostituir para ajudar nas contas da família.

COLTRANE
O artista italiano Paolo Parisi registra nesta HQ os principais momentos da carreira de John Coltrane, o instrumentista e compositor que revolucionou o jazz com seu experimentalismo e foi uma influência fundamental para a música contemporânea, do rock ao erudito.

Nascido na Carolina do Norte em 1926, John Coltrane começou sua carreira no fim dos anos 1940. O livro mostra sua colaboração com os principais jazzistas de sua época: Miles Davis (com quem gravou o clássico Kind of Blue), Thelonious Monk, Dizzy Gillespie e Duke Ellington, além de seu envolvimento com as drogas, os problemas com o racismo e a infância pobre. Como seu álbum mais importante, A Love Supreme, o livro é dividido em quatro partes, que levam os nomes das faixas do disco: Acknowledgement, Resolution, Pursuance e Psalm.

Os traços livres de Paolo Parisi e a estrutura não linear do livro ecoam o improviso que tornou John Coltrane um ícone da música mundial. Coltrane é jazz em forma de HQ.

R$109,80 R$87,84