Endereço: Rua Araújo, 124, 1º Andar, São Paulo          Tel.: +55 (11) 3211-1233          Horário: Seg. à Sex., das 9h às 19h.

Loading...
Autor(a): Clara Chotil

Ópera Negra

“Musa do movimento surrealista francês, de pintores e de escritores, Maria d’Apparecida é uma personagem que ilustra temas como o exílio, a libertação feminina, a luta pela emancipação racial, a solidão na velhice e a fragilidade da glória” – Rádio France

 

Filha de uma empregada doméstica, órfã aos oito anos de idade, trabalhou como professora e fez sucesso como locutora de rádio. Estudou canto lírico, mas foi barrada no Theatro Municipal do Rio de Janeiro por ser negra. Então, foi para a França, onde fez uma carreira brilhante e se tornou cantora do Opera de Paris.

 

Em Ópera Negra, a artista franco-brasileira Clara Chotil resgata a fascinante história de Maria d’Apparecida, uma estrela que o Brasil esqueceu.

R$124,90

Loading...
Autor(a): Clara Chotil

Ópera Negra

“Musa do movimento surrealista francês, de pintores e de escritores, Maria d’Apparecida é uma personagem que ilustra temas como o exílio, a libertação feminina, a luta pela emancipação racial, a solidão na velhice e a fragilidade da glória” – Rádio France

 

Filha de uma empregada doméstica, órfã aos oito anos de idade, trabalhou como professora e fez sucesso como locutora de rádio. Estudou canto lírico, mas foi barrada no Theatro Municipal do Rio de Janeiro por ser negra. Então, foi para a França, onde fez uma carreira brilhante e se tornou cantora do Opera de Paris.

 

Em Ópera Negra, a artista franco-brasileira Clara Chotil resgata a fascinante história de Maria d’Apparecida, uma estrela que o Brasil esqueceu.

R$124,90

Loading...

Descrição

“Musa do movimento surrealista francês, de pintores e de escritores, Maria d’Apparecida é uma personagem que ilustra temas como o exílio, a libertação feminina, a luta pela emancipação racial, a solidão na velhice e a fragilidade da glória” – Rádio France

Filha de uma empregada doméstica, órfã aos oito anos de idade, trabalhou como professora e fez sucesso como locutora de rádio. Estudou canto lírico, mas foi barrada no Theatro Municipal do Rio de Janeiro por ser negra. Então, foi para a França, onde fez uma carreira brilhante e se tornou cantora do Opera de Paris. Em Ópera Negra, a artista franco-brasileira Clara Chotil resgata a fascinante história de Maria d’Apparecida, uma estrela que o Brasil esqueceu.

Sobre a autora:

Nascida na França, de mãe brasileira, Clara Chotil é arquiteta e artista plástica. Depois de se iniciar nas artes plásticas, mergulhou por alguns anos no fabuloso mundo das arquiteturas infláveis e se reconectou com o pincel por meio dos quadrinhos e do teatro, desenhando histórias ao vivo ao lado do coletivo de teatro documental F-71. É autora de Ballade des Dames du Temps Jadis (Editora Flblb/Université de Poitiers), uma investigação sobre a ausência de mulheres nas universidades francesas ao longo da história. Inspirado no livro de sua mãe, Mazé Torquato Chotil, Ópera Negra é sua primeira HQ longa, fruto de uma reconexão com a herança materna da escrita, através da busca de uma terceira mulher, Maria d’Apparecida.

Informação adicional

Peso 1,1 kg
Dimensões 20 × 2 × 25 cm
ISBN

9788595711174

Acabamento

Capa dura/ Colorido

Nº de páginas

192