v-de-veneta

Em breve, a 2ª temporada do V de Veneta no Youtube. Inscreva-se no nosso canal

Endereço: Rua Araújo, 124, 1º Andar, São Paulo          Tel.: +55 (11) 3211-1233          Horário: Seg. à Sex., das 9h às 19h.

Grandes Mulheres da Veneta

Siga-nos

Na semana do dia das mulheres, preparamos uma retrospectiva especial com algumas das mais memoráveis personagens femininas que já passaram pelas páginas da Veneta!

E pra marcar esta data tão importante, tá rolando uma promoção-relâmpago no nosso site, com descontos de 20 até 75% em diversos títulos, escritos ou protagonizados por mulheres que amamos. Neste dia das mulheres, deixe as flores para lá e presenteie com um livro!

Luba – Sopa de Lágrimas/Diastrofismo Humano/ Além de Palomar, de Gilbert Hernandez

Uma das grandes estrelas da célebre revista Love and Rockets, Luba é uma mulher sexy e impetuosa. Matriarca de uma grande família, ela dita as regras na pequena e pacata Palomar, onde foi dona de uma casa de banhos e tornou-se prefeita.

Carolina de Jesus – Carolina, de João Pinheiro e Sirlene Barbosa

Considerada uma das grandes escritoras da literatura brasileira, Maria Carolina de Jesus nasceu em Minas Gerais e morou boa parte de sua vida na favela do Canindé, onde sobrevivia como catadora. Seu livro Quarto de Despejo (1960) foi um best-seller internacional.

Jeanine – Jeanine, de Matthias Picard

A prostituta francesa Jeanine Spernato teve uma vida surpreendente. Nascida na Argélia, foi campeã de natação, resgatou refugiados no Camboja, foi presa, lutou pelos direitos das trabalhadoras sexuais, viveu o maio de 68 francês e teve sua trajetória narrada pelo quadrinista Matthias Picard.

Samantha Castello – Tabloide, de Leandro Mellite

Ex-bailarina convertida em jornalista, Samantha Castelo é fascinada por crimes e histórias sobrenaturais. Com um humor seco e pouco respeito pelos protocolos, ela percorre o submundo da metrópole para desvendar um misterioso caso de assassinato.

Rosangela – Talco de Vidro, de Marcello Quintanilha

Rosângela é uma dentista bem-sucedida, com uma família “perfeita” (o combo completo: marido carinhoso + filhos inteligentes), que vê sua vida entrar em declínio durante uma crise existencial regada a sexo, bebidas, drogas e muita inveja.

Deus – Deus aos Domingos, de Rafa Campos Rocha

Sim, a própria… e por que não? Deus é uma mulher negra, feminista e libertária, que gosta de dar risada. Depois de criar o mundo, ela decide descansar no domingo, para passear com seu namorado Carlos, fazer uma orgia com robôs e escapar de um ataque de tubarões.

Deisy Mantovani – Bulldogma, de Wagner Willian

Designer, ilustradora e aspirante à quadrinista, a heroína de Bulldogma é o perfeito retrato da cena artística nas grandes cidades. Entre festinhas de apartamento e botecos decadentes, *Deisy passa o tempo assistindo a filmes de ficção científica e precisa se proteger de uma possível abdução alienígena.

Lupina – Lobas, de Rafa Campos Rocha

Ela é linda e perigosa. Uma mulher-lobo rebelde e ousada, que precisa garantir a continuidade de sua espécie e a supremacia das mulheres-lobo na sociedade. Envolvida em uma conspiração sem precedentes, Lupina é uma predadora que quer vingança. E não vai se resignar.

Você também vai gostar

Leia o prefácio da edição brasileira de Squeak the Mouse, de Massimo Mattioli Por Rafael Campos Rocha * Não existe...
Cumbe, de Marcelo D’Salete, é indicado ao Eisner, o Oscar dos quadrinhos Lançado nos Estados Unidos pela editora Fantagraphics com...
*por Rômulo Luis Tristan Perreton é um homem de muitos nomes. Como ilustrador, tornou-se famoso na internet nos anos 2000...
por Sofia Nestrovski*   Se você está lendo isto, é porque já se passou muito tempo, e o mundo onde...